sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Underground?





      Vamos, lá...o que é ser underground?
     Segundo a Wikipédia:  Underground ("subterrâneo", em inglês) é uma expressão usada para designar um ambiente cultural que foge dos padrões comerciais, dos modismos e que está fora da mídia

     Nos dias atuais, com toda a globalização, facilidade de acesso a cultura, movimentos e  pessoas, há quem diga que o Underground vem perdendo sua força. Eu aposto no contrário, aposto nas atitudes alternativas e no uso dos meios disponíveis para divulgar essas atitudes.
     E eu preciso apostar nisso, preciso porque a Casa da Traça é uma loja Underground (tá, nós temos alvará, pagamos impostos e emitimos NF), somos alternativos, não foras da lei. "Ah...mas vocês já apareceram na TV, jornais, revistas"... , sim, aparecemos, mas sem pagar um tostão a ninguém, por puro interesse dessas mídias na cultura alternativa apoiada e divulgada por nós. "Ah sim, e esses apoios a festas e afins, deve rolar uma graninha..." rola nada, temos amigos, é disso que vive o Underground, de amizades, parcerias.
     Nós vivemos a essência do Underground, do faça você mesmo, diariamente. Sim, isso quer dizer que a parede da loja foi pintada por nós, o prego que segura aquele quadro da Monalisa foi pregrado por nós, da luminária a montagem das araras, tudo foi feito com nosso trabalho, sem pagar profissionais (pq nem teríamos condições para isso). E assim é, somente com a ajuda de amigos e familiares damos conta de tudo, e é isso o que caracteriza o Underground, pessoas se mobilizam para fazer a coisa acontecer, sem grana. Perdendo o tempo que poderiam estar se divertindo, mas em prol de um ideal, da concretização de uma ideia maior.
     Além disso, por falta da tal grana, a Casa da Traça não está situada nos melhores pontos da cidade " (ah...em NH vocês estão na 5 de abril) ", sim, no 2º andar de uma casa antiga, me diz, quantas pessoas você conhece que olham para cima procurando algum comércio? 
     Devido a pertencermos a esse mundo Underground e estarmos escondindinhos por aí, muita gente não sabe da nossa existência, ou nos conhece somente como lenda, o tipo, "já ouvi falar"... e, em consequência, as vendas nem sempre são as melhores. O público fiel é pequeno, e, geralmente, também sofre com a falta de grana... mas e aí, queremos mudar isso?
     Muitas vezes queremos sim, porque ser alternativo no Brasil (e acho que em qualquer canto do mundo) é "foda", seria muito mais fácil abrir uma boutique e vender o que a "maioria" procura. Dinheiro certo, mercadorias fáceis de encontrar, público abrangente. Mas pra nós isso seria um sacrifício imenso! 
     Alguém nos imagina, atendendo de ressaca (de um pós show), numa boutique dessas? 
   Preferimos fazer uma ginástica financeira com a grana, para conseguir trazer novidades, manter a loja atualizada, e torcer para sobrar um lucrinho para pagar nossas contas pessoais, ah! e nos divertirmos, é claro.
     Talvez a palavra, o sentimento, seja esse, DIVERSÃO, é isso que nos move, nos divertir e divertir os outros, perceber a felicidade em encontrar aquela peça especial e poder participar da formação da personalidade de muitas pessoas, jovens e não tão jovens que veem na Casa da Traça um refúgio, onde são aceitos, sem questionamento de preferências, um lugar de liberdade.
     Com todo esse esforçocorremos o risco de alcançar o Mainstream? Quem sabe, assim como as bandas independentes, pode chegar a nossa hora, mas não acreditamos nisso,
     Não desejamos isso. O alternativo pode até se tornar comercial, são ciclos, mas sempre haverá algo realmente alternativo surgindo no Underground, e é lá que nós queremos estar.


Babi Andrade - Setembro/2010

3 comentários:

zeca disse...

Maravilha, Babi! É isso ae!
Apesar de não ser cliente frequente da Casa, gosto muito do trabalho de vocês e não penso duas vezes antes de indicar.

Parabéns e sucesso! E vida longa ao underground!

Carlos Careqa disse...

eu queria visitar este brechó, não sei se vai dar tempo, adoro roupa de brechó...

Anônimo disse...

Parabéns Babi!
A Casa da Traça é muito underground.Foi ela q me fez curti cada vez mais esse movimento nada comercial.
Muito SUCESSO!!!
Cristian Correa